domingo, 2 de setembro de 2018

8

Durabilidade da cabeça de impressão. Por metro ou por passadas?

Velocidade de impressão e durabilidade da cabeça de impressão, mitos e fatos:


Velocidade de impressão medido por passadas como 2 pass, 4 pass, 8 pass ou até 12 pass, tem alguma relação com durabilidade da cabeça de impressão? 

Em tese a durabilidade da cabeça de impressão é medida por shots, ou seja, quantidade de disparo que a cabeça faz.




Nas impressoras Roland, Mimaki e Epson tem como imprimir o relatório informando a quantidade de disparos que a cabeça já fez, com isso temos uma real visão do uso da cabeça de impressão.


Resultado de imagem para Impressoras Roland


Quanto mais rápido se faz a impressão mais disparo a cabeça de impressão tem que fazer, é uma relação de proporcionalidade, um exemplo: Se a impressora faz 60 metros por hora em 2 pass, e em 4 pass ela faz 25 metro por hora, qual a cabeça que dura mais, a que imprime em 2 pass ou a que  imprime em 4 pass? 





Se em 01 mês a maquina de 2 pass imprime 6 horas por dia ela vai imprimir  6 x 40 = 240 x 30 = 7.200 metros por mês.

Se em 01 mês a maquina de 4 pass imprime 6 horas por dia ela vai imprimir  6 x 25 = 150 x 30 = 4.500 metros por mês. 

Se for por tempo de uso a cabeça de 4 pass dura mais, pois ele imprimiu menos metros quadrados que a cabeça que imprimiu em 2 pass.

Resultado de imagem para cabeca de impressaõ dx4    Resultado de imagem para cabeca dx5

Com isso verificamos que a durabilidade da cabeça de impressão está ligada diretamente a quantidade de metros quadrados impresso e não em quantidade de passadas que foi feito a impressão.

Mas uma coisa que não podemos esquecer, que a tinta usada na impressora tem muita responsabilidade na durabilidade da cabeça de impressão. A tinta é o produto que passa dentro da cabeça de impressão e se for de baixa qualidade é o que mais estraga a cabeça de impressão. 


segunda-feira, 9 de abril de 2018

5

Impressoras Roland - Ajuste entre as passadas.

Como ajustar de forma correta o Calibration "ajuste entre as passadas" nas impressoras Roland.



Temos duas formas de fazer o ajuste CALIBRATION:

A primeira é fazendo o teste no próprio menu do calibration e depois de verificar o melhor ajuste e ir no setting e fazer a alteração.

A segunda e fazer um teste print das cabeças com a mídia solta atras, ou seja, a mídia tem que estar um pouco desbobinada para não sofrer alteração no ajuste com o rolo novo com muita lona, ou o rolo meio cheio ou o rolo com pouca lona. Eu faço o test print das cabeças de impressão e verifico no meio do teste print na horizontal se tem linhas claras ou linhas escuras se tiver linhas claras vou no setting do calibration e diminuo o valor que está configurado e se tiver linhas escuras vou no setting do calibration e aumento o valor que está configurado, faço outro teste print ate que não exista diferença entre as passadas.

Porque faço esse teste fazendo o test print das cabeças de impressão? Pois se o preto estiver com riscos o test do Calibration pode nos enganar e o ajuste fica errado. Um exemplo é esse teste print das cabeças de uma VP 540.

Nesse teste print abaixo vemos que a cor preta esta com uma falha no meio da impressão, essa falha interfere no test print do Calibration.





Eu prefiro fazer com a midia um pouco desbobinada do tubo, com isso não temos alteração com o peso da lona no rolo.

  

Essa configuração evita riscos claros ou escuros entre asa passadas, mas se as cabeças de impressão estiverem ruins, ai somente troca das cabeças.




domingo, 11 de fevereiro de 2018

1

Aterramento Elétrico e sua Importância.


Porque fazer um aterramento elétrico eficiente?

                         Resultado de imagem para aterramento eletrico


A função principal de um aterramento elétrico é descarregar as cargas elétricas acumuladas durante seu funcionamento.

O eixo linear onde o carro de impressão corre ele gera uma carga eletrostática alta, pois, temos ali o atrito de ferro com ferro, os rolamentos e o eixo linear. Essa carga ela tem que ser dissipada para algum lugar e esse lugar é a terra através de um aterramento eficiente.


A segunda função do aterramento é proteção do sistema elétrico: disjuntores, chaves e fusíveis.

A terceira função é proteger o sistema elétrico contra descargas atmosféricas "raios".

O aterramento também tem a função de eliminar interferências eletromagnéticas (EMI)



Antes de fazer um aterramento verifique as normas ABNT e NBR


Para construção de um aterramento escolha o mais usado que é o Sistema TT                                               Resultado de imagem para aterramento tt
Para fazer um bom aterramento procure um engenheiro eletricista ou especialista da área para dar uma assessoria e ou tirar duvidas.

Escolha hastes de até 2,5 mts, as hastes são feitas de aço com revestimento de cobre.Resultado de imagem para hastes de aterramento
O valor do aterramento deve ser menor que 5 OHMS. O tipo de solo como umidade e salinidade ajudam a baixar essa resistência que quanto menor melhor. Em alguns casos uma haste basta para chegar a menor que 5 OHMS, mas em vários casos pode ser necessário colocar mais hastes até chegar a resistência ideal.


Resultado de imagem para sistemas de hastes para aterramento

Deixar a haste de cobre com pelo menos 10 cm acima do solo.


Colocar o fio que sai do aterramento no quadro elétrico central e fazer a distribuição do fio terra para cada eletroduto (tubo que leva os cabos elétricos) para cada comodo do estabelecimento.


Usar o fio que está ligado ao aterramento na mesma bitola do fio que conduz a eletricidade, esse fio por norma técnica é amarelo com uma linha verde.                                   
                                                Resultado de imagem para cor do fio terra


Troque todas as tomadas para as tomadas com três pinos e por favor não quebrem o terceiro pino do conector macho.
Resultado de imagem para tomada com terra    Resultado de imagem para pino terra quebrado







Após essa explanação procure fazer essa instalação corretamente para não ter prejuízos futuros com seu equipamento e mais caro fica um equipamento parado por negligenciar a utilidade de um aterramento eficiente. 


Para fazer um teste da eficiência do seu aterramento com multímetro, coloque na escala de tensão alternada, coloque uma das pontoas no terra da tomada e outro no neuro da tomada, esse valor tem que ser menor que 3,0 volts.

Resultado de imagem para teste de aterramento com multimetro  

Texto extraído do site https://www.sabereletrica.com.br/como-fazer-aterramento/























sábado, 21 de outubro de 2017

14

Cabeças Epson com bloqueio.

Identificando cabeças de impressão Epson bloqueadas e qual o nível de bloqueio.




Quando você usa na sua impressora cabeça de impressão Epson modelo DX5 ou DX7 e troca a cabeça de impressão e começa a aparecer faixas na vertical coloridas de 70 cm em 70 cm ou de 90 cm em 90 cm, pode ser que você colocou em sua maquina uma cabeça bloqueada, não é defeito é bloqueio. Na foto acima tem uma faixa no meio da impressão na parte magenta ode você pode ver duas linhas paralelas. Já peguei cabeças bloqueadas que não imprimiam nada nenhum risquinho pensei que a cabeça estava estragada, coloquei a plaquinha e imprimiu normal.









 
Resultado de imagem para printing for locked print head 


Uma das formas mais fácil é essa da foto acima que pode ser identificada sem ter que desmontar a cabeça de impressão.

Resultado de imagem para printing for locked print head    Resultado de imagem para Locked (DX5) Printhead

Resultado de imagem para Locked (DX5) Printhead

A outra forma como a foto acima é retirando a parte de cima da cabeça e verificando os contatos mostrado na foto para identificar o nível de bloqueio. Cuidado ao retirar a parte de cima, pois a cabeça poderá estragar. Pois temos primeiro bloqueio, segundo bloqueio e terceiro bloqueio. A Epson bloqueia e os chineses desbloqueiam.



   Resultado de imagem para placa de desbloqueio de cabeca epson Resultado de imagem para placa de desbloqueio de cabeca epson 

Mas não se preocupe, na foto acima os chineses já inventaram como desbloquear as cabeças, você coloca uma plaquinha entre a cabeça e a placa do carro de impressão e essa plaquinha faz o desbloqueio, somente tome muito cuidado na instalação eu recomendo que seja feita por um tecnico capacitado para você não perder a plaquinha ou a placa do carro e até a cabeça de impressão.
 
Algumas marcas de impressoras que usam cabeça DX5 ou DX7 já vem com o firmware ( programa na placa que controla as cabeças) que já faz o desbloqueio dessas cabeças.